5 min

"Na Saint-Gobain encaramos a sustentabilidade e a responsabilidade social como compromissos a longo prazo"

Publicado em 01.04.2024
"Na Saint-Gobain encaramos a sustentabilidade e a responsabilidade social como compromissos a longo prazo"
O setor da construção é responsável por cerca de 39% das emissões de CO2 a nível global. Perante este efeito, as empresas do setor têm um papel importante na resposta à emergência climática, promoção da economia circular e melhoria da saúde e bem-estar das populações. Neste sentido a Saint-Gobain tem como objetivo alcançar a neutralidade carbónica até 2050.

Em entrevista à Green Savers, Rui Oliveira, Diretor de Operações da Saint-Gobain Glass fala-nos um pouco sobre o futuro da empresa, o impacto de terem sido escolhidos como “Escolha Sustentável”, assim como a sua previsão sobre o futuro do setor.

  • Quais os eixos fulcrais da vossa estratégia ESG?

Na Saint-Gobain trabalhamos diariamente nos pilares de Environment, Social e Governance, estando alinhados com a nossa visão de sermos líderes em construção sustentável. Temos como objetivo atingir a neutralidade carbónica em 2050, pelo que a empresa está totalmente alinhada com o objetivo, para o qual trabalhamos focados no roadmap de sustentabilidade definido.

As nossas parcerias são algo que nos mantêm ativos ao nível do conhecimento, da união e do cumprimento dos objetivos comuns do setor. Alguns exemplos de parcerias que posso destacar neste âmbito são com a Act4nature, iniciativa da BCSD Portugal que visa mobilizar e incentivar as empresas a proteger, promover e restaurar a biodiversidade; com a Associação PassivHaus Portugal que partilha com a Saint-Gobain o objetivo de contribuir para a independência energética do país; ou com o Cluster Habitat Responsável que integra empresas que apostam na sustentabilidade enquanto mote para a inovação e competitividade.

Além disso, contamos sempre com uma política interna que garante a sustentabilidade das nossas operações em todos os departamentos, sendo esta uma diretriz dos cargos de direção das nossas empresas. Sem o seu contributo, não seria possível a concretização de muitos dos nossos projetos.

  • Fale-nos um pouco das ações que têm desenvolvido, no âmbito da sustentabilidade e da responsabilidade social.

Na Saint-Gobain encaramos a sustentabilidade e a responsabilidade social como compromissos a longo prazo. Ao nível da sustentabilidade, são muitas as ações que podemos destacar, sejam diretamente nas nossas instalações ou nas soluções que disponibilizamos ao mercado.

Trabalhamos diariamente em estudos e testes de incorporação de resíduos como matérias-primas nos nossos produtos, diminuindo, assim, a extração de matérias-primas minerais. Fruto deste trabalho pioneiro na área do vidro base, disponibilizamos ao mercado uma solução que incorpora materiais revalorizados, o vidro base Oraé® é composto por 70% de vidro reciclado (casco) e resulta na solução Climalit® Oraé® vencedora do Prémio Escolha Sustentável, soluções de vidro duplo com capas que possibilitam o isolamento térmico ou controlo solar, cujo vidro base é o Oraé®. É o primeiro vidro no mercado com uma pegada de carbono estimada de apenas 7 kg CO2 eq./m2 (para uma espessura de 4 mm), o que representa uma redução de aproximadamente 40%, em relação à média europeia de produção de vidro base.

No que diz respeito à responsabilidade social, destaco a nossa parceria com a Associação Just a Change, uma associação sem fins lucrativos dedicada à reabilitação de casas de pessoas que vivem em situação de pobreza habitacional. Além das contribuições materiais, a parceria destaca-se também pela participação ativa de colaboradores voluntários da Saint-Gobain Portugal na reabilitação de casas e instituições. Estes voluntários têm desempenhado um papel fundamental na transformação de espaços habitacionais precários em lares seguros e dignos.

  • Foram recentemente distinguidos como “Escolha Sustentável”. De que forma veem este prémio e como pode impactar a vossa jornada futura?

Sermos reconhecidos com o prémio “Escolha Sustentável” com o Climalit® Oraé®, uma solução pioneira no setor da construção, é para a nós uma enorme honra. Esta recente aposta da Saint-Gobain foi idealizada para contribuir para o planeta e para o bem-estar das pessoas.

O processo de produção e transformação do Climalit® Oraé® recorre estritamente aos recursos naturais necessários e a um controlo de qualidade elevado, reforçando o excelente desempenho das soluções de vidro. Este reconhecimento vem reforçar que nos encontramos no caminho certo, sendo um reconhecimento que se encontra alinhado com as preocupações da Saint-Gobain.

  • Considera que as empresas do seu setor estão no caminho certo rumo à sustentabilidade? Não só ambiental, mas também financeira e social.

Sem dúvida. O setor da construção tem feito um enorme caminho rumo à sustentabilidade, nas suas várias vertentes. Neste momento, em Portugal, um dos principais desafios é a aposta na eficiência energética dos edifícios e a redução das suas emissões de CO2, além da necessidade de encontrar alternativas para combater a falta de mão-de-obra e a aposta na industrialização do setor com a automatização de alguns processos e a redução da pegada de carbono.

Na Saint-Gobain, assumimos o compromisso de ajudar o país a atingir a neutralidade carbónica através das nossas soluções que proporcionam eficiência e desempenho aos edifícios.

 

Rui Oliveira, Diretor de Operações da Saint-Gobain Glass in Green Savers.