Concurso Estudantes de Arquitetura - 2022

Desafio proposto em 2022

O desafio desta edição, organizada em estreita colaboração com o município de Varsóvia, na Polónia, foi o de conceber um projeto destinado a revitalizar uma área localizada junto à estação ferroviária de Warszawa Wschodnia (Varsóvia Oriental), trabalhando simultaneamente no desempenho, bem como nos aspetos arquitetónicos, ambientais e sociais. Isto envolveu a conceção de uma nova residência estudantil e de novas habitações, bem como de um centro de reuniões e entretenimento num antigo edifício fabril que foi classificado no património histórico da cidade.

Fase Nacional - Portugal 2022

Em 2022, Portugal levou à fase internacional o projeto, “The Green Community”, das alunas Adriana Pinto e Inês Matos, com o contributo dos professores Clara Vale, Mário Mesquita e Paula Ranhada da Faculdade de Arquitetura do Porto (FAUP).

As alunas projetaram uma comunidade verde, que pretende fundir a nova construção com a renovação de um edifício industrial existente, criando um espaço calmo, conformado e coletivo. Procurando criar o menor impacto possível sobre os recursos utilizados e as zonas verdes, é proposta a reutilização do tijolo, proveniente das demolições, no revestimento dos novos edifícios. Já a luz solar é utilizada, não só para a produção de energia, mas também para o conforto térmico, através do efeito de estufa permitido pelas clarabóias ajustadas à orientação solar.

Concurso Internacional - Varsóvia 2022

O 1º prémio foi para o projeto “Cadeia de Mudança”, dos alunos da Faculdade de Oulu, na Finlândia.

O júri elogiou unanimemente este projeto pela elevada qualidade arquitetónica, técnica, ambiental e social na qual a arquitetura original está particularmente bem integrada no seu ambiente. Oferece uma espantosa riqueza de perspetivas graças ao contraste entre as fachadas. A articulação dos edifícios é propícia ao desenvolvimento de uma verdadeira comunidade estudantil. A utilização de energia solar renovável está bem incorporada num edifício circular e é altamente eficiente do ponto de vista energético. A proposta de renovação da antiga fábrica preserva assim o carácter autêntico do objeto do património histórico desta cidade.